…tudo eu, tudo meu

Porque metade de mim é partida mas a outra metade é saudade!

A [ minha ] Solução

Correr é uma ótima opção.

Um dos problemas de se estar numa grande depressão,  passando por problemas ou de um ‘anjo triste’ teimar em não sair de perto da gente é o fato de sempre nos colocarmos em situações similares.

No lugar de acordarmos, abrirmos a janela, deixar o sol entrar, procuramos ficar sob as cobertas, com um mínimo de luz possível, remoendo os problemas e lamentando a existência.

No lugar de ouvirmos uma música que nos levante, que nos deixe com ânimo pra prosseguir, normalmente escolhemos aquelas que falam de tristeza, solidão e marasmo.

Ao invés de sairmos para cantos legais com pessoas interessantes, preferimos à solidão da casa, o refúgio do mundo ‘on-line’. E aí mora o perigo!

Porque é exatamente o contrário que deveríamos fazer. Procurar sair de casa nas horas vagas, conhecer pessoas novas e reencontrar velhos amigos é a solução. Parar de pensar nos problemas e agir – como dizia uma velha amiga – e descobrir prazeres novos, traçar metas e esquecer os possíveis atrasos que poderão vir e, principalmente, parar de pensar no passado ruim ou em alguma fase da vida que você tem como ‘ a melhor fase da sua vida’!

A melhor fase das nossas vidas é o agora! Sem sombra de dúvidas. Até porque, às vezes, o passado volta melhor e você tem uma visão crítica das coisas que não tinha antes. Se eu estou escrevendo isso aqui é porque comprovo o que estou dizendo.

Sair, conhecer lugares e pessoas, olhar tudo com entusiasmo e, principalmente, não remoer velhas ‘canções’ e problemas é a solução! Vá para a praia, tome um café junto de um bom livro, viaje, escolha um restaurante legal e coma sem limites (rsrsrsrs), compre uma roupa que te agrade, medite/reze/ore dentro da sua religião, paquere e depois namore muito, faço sexo com prazer e sem arrependimentos, corra numa praça qualquer e beba muita água.

O resto é o resto e tem sua hora pra deixar de ser resto.

6 de janeiro de 2010 Posted by | Amores e Coisas Boas | , , , , , | 7 Comentários