…tudo eu, tudo meu

Porque metade de mim é partida mas a outra metade é saudade!

Na Cafeteria

Sobre a mesa, uma pasta, uma bolsa, um guarda-chuva
preto (e um céu que não queria chover), adoçante, açúcar (esqueceste de
pedir o mascavo), sorrisos largos, uma bandeja “suicida”, uma fatia
gigantesca de torta (que tu juraste que não comerias inteira), um café
com leite, um expresso duplo, pequenos goles, grandes planos.
E
quatro mãos que matavam a saudade.
– Um dia, casa comigo?

Caso.

PS: Porque de vez em quando a poesia não está nas linhas,
entrelinhas, reticências, letras do Djavan, na voz da Marisa. De vez em
quando a poesia habita dois corações. E apenas dois corações sabem do
que são capazes.

(Natália Anson Lima – Na Cafeteria)

28 de março de 2010 Posted by | Poesias e Músicas | , , , | 1 Comentário

O Passado e o Presente se Encontram

olha aí: eu e você! bjos

olha aí: eu e você! bjos

Das coisas curiosas que me acontecem de tempos em tempos, uma delas – que sempre retornam mesmo – é o fato de sempre te rever na minha vida. Passa até um tempo longo, esqueço das farras, das conversas furadas na Ponte, dos pileques, da música de fundo e até do Gudam de Menta – que era o seu preferido mesmo eu preferindo o de Cravo.
Daí, você reaparece. Às vezes, num acaso desses da vida como num Shopping ou em plena Avenida da Universidade. Ou então, num Orkut de uma amiga. E, claro, lá estamos nós novamente falando sobre coisas triviais ou papos cabeças até mais tarde.
É muito bom te rever. Dá uma saudade de um tempo que eramos felizes e…sabiamos! Não que não sejamos agora também mas éramos mais leves, isso sim.

Me conta um Conto, tá?
Bjos no coração… cuidado com a Campari…. e seja bem-vinda de novo! Inclusive por ser a primeira leitora desse Blog solitário!

21 de setembro de 2009 Posted by | Amores e Coisas Boas | , , , , | Deixe um comentário